• Thiago Sidoski, Msc

Ciência de Dados - uma Aliada dos Negócios

A inteligência na análise e gestão de dados do seu negócio

Longe de ser algo inatingível para empresas em geral a Ciência de Dados deve ser tratada para melhorar os resultados do dia-a-dia e compreender melhor como as empresas podem gerar mais valor e serem eficientes. Revisão de processos, melhoria contínua, gestão de operações e atendimento ao mercado são potencializados com a inteligência que vêm da Ciência de Dados.

A Ciência de Dados como parte da transformação digital

Nos últimos anos, a transformação digital tem sido um assunto em alta em toda a indústria. Por ser um assunto com um campo de atividades bastante amplo, envolvendo digitalização de atividades, indústria 4.0, Big Data, Machine Learning ou mesmo Inteligência Artificial, é comum que se crie um certo misticismo de algo extremamente complexo e restrito ao redor do tema. Contudo, a transformação digital nas empresas não é algo restrito as grandes empresas de tecnologia como Google, Meta (Facebook), Microsoft, etc., ou mesmo as gigantes empresas do varejo como Amazon, Magalu ou Mercado Livre. Estas empresas possuem sim um enorme potencial para aplicações de Ciência de Dados, isto é bastante evidente dado que são empresas que naturalmente atuam no ambiente virtual. Porém, gostaria de neste artigo detalhar um pouco os conceitos relacionados a Ciência de dados e como as mais diversas empresas em qualquer ramo de atuação podem fazer uso dela para solucionar seus problemas de negócio e potencializar a pesquisa e desenvolvimento.

Inicialmente, é importante salientar que a Ciência de Dados, não é algo novo. Na verdade, já se trabalha com Ciência de Dados a muitos anos nos mais diversos campos de aplicação, principalmente onde inicialmente era comum a obtenção de dados digitalizados. A Ciência de Dados nada mais é do que uma ciência que trabalha os dados disponíveis, através da aplicação de conceitos matemáticos e de programação, para se obter a partir destes dados valiosas informações. Recentemente a Ciência de Dados tem ganho maior destaque justamente pelo aumento significativo na quantidade de dados disponíveis para serem trabalhados e analisados. Conforme as empresas foram se modernizando ao longo dos anos, uma parcela significativa das atividades corriqueiras passou a ser realizada com o uso de computadores, sejam este computadores pessoais ou computadores acoplados a máquinas diversas. O ponto importante aqui é que quanto mais computadores são utilizados, mais informação em formato digital estes geram. Quanto mais funcionários uma empresa tem utilizando computadores maior o número de e-mails enviados, arquivos em Microsoft Excel, Word ou Power Point gerados, bem como acessos aos sistemas digitais das companhias. O mesmo também é válido para os computadores disponíveis nos maquinários das linhas de produção, onde se tem informações a respeito de desempenho, eficiência, consumo de energia, falhas, etc. Recentemente, os próprios produtos vendidos tem se tornado uma valiosa fonte de dados. Hoje carros, eletrodomésticos, smartphones e outros dispositivos que tenham conexão com a internet, estão constantemente gerando dados que são enviados e armazenados em algum servidor, ficando disponíveis para análises diversas.

Pois bem, se antes um negócio detinha a maior parte de seus registros em papel, a mudança para o formato digital está se acelerando cada vez mais. E é esta a primeira premissa que dá a Ciência de Dados um papel relevante no desenvolvimento de soluções de negócios. A segunda é o avanço da capacidade computacional que permite que uma quantidade tão grande de dados possa ser trabalhada e correlacionadas para extrair as valiosas informações neles contidas.

Correlações que geram valor

Vocês já devem ter ouvido falar no termo BIG DATA. Este nada mais é do que uma forma de se referir ao tamanho enorme da quantidade de dados que são geradas diariamente a respeito das mais diversas atividades econômicas. É muito fácil assimilar o conceito com a quantidade de likes feitos por segundo nas redes sociais, ou a enorme quantidade de buscas feitos em sites de pesquisa como Google ou Wikipédia ou mesmo a quantidade de vídeos exibidos em plataformas como YouTube ou Netflix. O ponto que gostaria de trazer aqui é que os mais diversos negócios geram grandes quantidades de dados que podem ser explorados. Empresas realizam milhares de registros de compras de matérias-primas, registros de produção, registros de vendas, registros de acessos a sistema, registros de viagens, registros de interações com consumidores, etc. Quase todas as atividades atualmente geram algum tipo de registro que pode ser trabalhado.

Existem diversos tipos de dados, é comum que se pense que se os dados não estão naquele formato tabelinha de Excel, não há como se trabalhar com eles. Até certo ponto, isso realmente é verdade, pois os dados precisam ser trabalhados antes que se possam ser utilizados. Afinal, como seria possível correlacionar os dados de e-mails, com fotos de reclamações, com planilhas de custos, com arquivos em PDF de relatórios de estudos de consumidor, com os dados em uma plataforma on-line de registros de vendas. Pois bem, a função da Ciência de Dados é justamente trabalhar os dados disponíveis nos mais diversos formatos, sendo que todos os exemplos mencionados anteriormente podem ser tratados utilizando-se algoritmos e conceitos matemáticos para que se tenha uma base sólida, padronizada e confiável. Vejam que isto não é necessariamente simples, porém o ponto é que as empresas hoje possuem uma infinidade de dados que muitas vezes não são utilizados, justamente por estarem em formatos que são difíceis de serem trabalhados e não são facilmente correlacionados por estarem nestes diversos formatos e em bases dispersas.

 

Utilize a análise de dados para melhorar o desempenho do seu negócio e revisar suas práticas e parâmetros na cadeia de valor. Consulte nossos serviços de consultoria e treinamentos em https://www.excentconsultoria.com.br/servicos

 

Uma vez que vimos que as empresas geram uma infinidade de dados, que muitas vezes precisam ser trabalhados antes de serem utilizados, mas que possuem uma riqueza única de informações a respeito do negócio, podemos agora falar da segunda grande aplicação da Ciência de Dados, que é estabelecer correlações. Com uma grande quantidade de dados é possível tentar correlacionar tudo, porém isso pode gerar desperdício enorme de recursos humanos e computacionais. Assim, é importante que as correlações que serão exploradas estejam alinhadas com os objetivos de negócios, garantindo que os insights obtidos a partir das correlações possam ser utilizados na solução de problemas de negócios. Esta premissa é muito importante, devemos ter clareza do que está sendo procurado para que se possa obter informações realmente úteis.

Os processos de tratamento de dados e estabelecimento de correlações que eu expliquei exigem o domínio de ferramentas matemáticas e de programação para que possam ser executados. Porém a mensagem que gostaria de deixar aqui é que o uso da Ciência de Dados não é algo restrito as grandes companhias com disponibilidade de muitos funcionários trabalhando Ciência de Dados em seu quadro pessoal ou empresas High Tech. Qualquer negócio pode utilizar a Ciência de Dados para trazer soluções para seus problemas. Hoje em dia é possível encontrar profissionais capacitados em linguagens de programação para trabalhar dados e aplicar os algoritmos necessários. Estes podem ser contratados para um projeto em especifico ou como consultores para trabalhar em conjunto com os profissionais das próprias empresas, que são um elemento importante nesta equação pois são estes que entendem em profundidade problemas de negócios. Assim é possível que mesmo empresas que não possuam grandes quadros de profissionais formados em programação e análise de dados, possam ter acesso a todo o potencial que a Ciência de Dados traz para os negócios.



Figura 01 - Cientista de Dados


Para exemplificar isto tudo, vou falar sobre uso particular da Ciência de dados para o desenvolvimento de novos produtos. Um pesquisador ou cientista, geralmente tem uma enorme quantidade de informações a sua disposição para otimizar o desenvolvimento de um novo produto. Dados referentes as vendas de produtos, os materiais utilizados pela companhia, os custos de matéria prima e de transformação, os dados referentes a eficiência de produção de produtos, dados referentes a estudos de consumidores, dados de segurança de produtos e matérias-primas. Pois bem, com uma quantidade tão grande de dados disponíveis é muito fácil qualquer pessoa se perder e muito difícil conseguir se chegar em boas correlações em um tempo plausível.

Neste caso a Ciência de dados ajuda a estabelecer valiosas correlações e insight para investigação de soluções, como por exemplo, qual é a relação entre as vendas e as reclamações, existe alguma região do país que tem preferências ou reclamações especificas em relação ao produto? Qual é a relação entre minhas matérias primas e a eficiência de produção dos produtos que já são feitos hoje em dia? Existe relação entre o design do produto e a eficiência de produção e a aceitação do produto? É possível estabelecer relação entre a matéria-prima de um fornecedor especifico e a aceitação de um produto. Este exemplo demonstram como Ciência de Dados pode ser utilizada para se obter correlações entre registros que são comuns nos mais diversos negócios, e assim gerar insights de grande valor para os negócios. Se é possível relacionar o design de um produto que otimize sua produção e traga maior aceitação do consumidor, com materiais que reduzam o custo e tragam maior segurança ao produto, bem como os mercados onde o produto terá uma maior aceitação, tem-se informações valiosas para desenvolver um produto de sucesso e maximizar os lucros.

Considerações Finais

A transformação digital em curso requer o conhecimento apurado dos dados do negócio da empresa, que passam a constituir um ativo valioso para o aumento do conhecimento à disposição para tomada de decisão e para o desenvolvimento de projetos e produtos diversos. Sem dúvida não é exagero afirmar que este é um campo de competição entre as empresas e que seu domínio impulsionará o desempenho das empresas mais preparadas.

Convidamos você a refletir e pensar na variedade e no volume de dados que são gerados por sua empresar e nas relações desta com seus fornecedores e clientes e quão valiosas são as informações que a Ciência de Dados pode ajudar a obter. Conte com a EXCENT Consultoria pera explorar este potencial e para traduzi-lo num modelo aperfeiçoado de condução das operações de sua empresa. Conheça nossos serviços de consultoria https://www.excentconsultoria.com.br/servicos.




34 visualizações
Posts em Destaque
Posts Recentes
Arquivo
Procurar por tags
Siga
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square